Convívio entre pessoas, coletividade, integração com a natureza, vida ao ar livre, inovação e sustentabilidade. O conceito do Pátio Civitas atende à essência da Cidade Criativa Pedra Branca, em Palhoça, um bairro planejado para proporcionar qualidade de vida para quem mora, trabalha, estuda e frequenta o local – uma cidade feita para as pessoas. Essa filosofia é tão importante para o empreendimento que foi reforçada no nome do residencial: civitas significa cidade, em latim. 

O Pátio Civitas é um empreendimento misto, localizado no Passeio Pedra Branca, com lojas no térreo e unidades residenciais multifamiliares. Ele foi organizado em duas torres paralelas com 11 pavimentos tipos, térreo e subsolo. “As torres foram implantadas no terreno de forma a conformarem um pátio central, importante elemento integrador do projeto”, explicam os autores do projeto arquitetônico, desenvolvido pela ARK7 Arquitetos, escritório comandado pelos arquitetos e urbanistas Adriano Kremer, Giovani Bonetti, Leandro Rotolo, Marcos Jobim, Silvana Carlevaro Jobim e Tais Marchetti Bonetti.

O pátio central - com espaços livres abertos de lazer, piscinas adulto e infantil, horta coletiva, playground e bicicletário - foi projetado pela JA8 Arquitetura e Paisagem, dirigida pela arquiteta Juliana Castro e pela engenheira Clarice Wolowski. A área comum ainda conta com salão de festas, brinquedoteca E espaço gourmet, além de espaços compartilhados de convivência, com projeto de interiores do escritório StudioM, das arquitetas Mariana Schwartz Gomes e Amanda Camargo. No total, são mais de 18 mil metros quadrados de área construída.

As plantas foram pensadas para proporcionar o aproveitamento funcional e inteligente dos espaços. A organização eficiente e a integração dos ambientes foram priorizadas no projeto dos apartamentos, de dois e três dormitórios, com unidades entre 65 metros quadrados e 140 metros quadrados. No térreo, o Pátio Civitas conta com 14 escritórios/lojas jardins, com fachadas voltadas para a calçada, ampla e arborizada. Esses espaços comerciais são flexíveis, com áreas entre 32 e 55 metros quadrados. 

Qualificação das unidades

A entrega do empreendimento está prevista para o primeiro semestre de 2020 e deverá surpreender os moradores. Isto porque uma série de melhorias está sendo feita na edificação em relação às especificações iniciais previstas no memorial, como, por exemplo, a inclusão de persianas elétricas e a instalação de fechadura digital na porta de entrada da unidade, com opções de acesso por senha, tag ou biometria. A porta de acesso também ganhou um modelo de núcleo sólido com guilhotina embutida, que proporciona melhor isolamento acústico e segurança. Nos banheiros, as bancadas serão em mármore branco, ao invés do granito branco previsto. E o apartamento será entregue pintado na exclusiva cor Civitas Pedra Branca, especialmente desenvolvida para o empreendimento. 

“Na Cidade Criativa Pedra Branca buscamos um padrão de melhoria contínua a cada empreendimento que lançamos”, reforça Juliana Dal Piva, arquiteta no Grupo Pedra Branca. Entre os diferenciais, está, ainda, a instalação de elevadores de alta eficiência, com menor nível de ruído e vibração e, também, menor necessidade de manutenção. Um gerador elétrico garante o seu funcionamento em caso de queda de energia, assim como o das bombas dos sistemas hidráulicos e de incêndio e dos portões de acesso à garagem e aos edifícios. 

Como gentileza urbana, o Pátio Civitas dará origem a uma qualificada alameda, com arborização, mobiliário urbano e outros equipamentos públicos disponíveis para moradores e frequentadores do bairro. Essa alameda vai estabelecer a conexão do empreendimento às demais estruturas do local.  

Alto desempenho e sustentabilidade 

O planejamento do empreendimento seguiu às determinações da NBR 15.575, a chamada Norma de Desempenho de Edificações, para garantia de qualidade e conforto e segurança. “Foram feitos estudos com o objetivo de determinar o desempenho térmico das paredes das fachadas e o desempenho acústico dos sistemas de vedações verticais externas (fachada), internas (paredes internas) e sistemas de pisos (lajes) das unidades habitacionais do empreendimento. O objetivo foi atender os parâmetros de desempenho acústico da norma NBR 15.575, a chamada Norma de Desempenho”, explica Juliana. 

Segundo ela, foi feita, também, uma simulação para determinar o desempenho lumínico das unidades habitacionais do empreendimento Pátio Civitas quanto ao critério de iluminação natural, obedecendo aos parâmetros determinados na NBR 15.575-1. Janelas com amplos vãos de abertura privilegiam a incidência de luz natural nos espaços internos. 

O alto desempenho do Pátio Civitas estende-se, também, aos itens de sustentabilidade previstos. A edificação apresenta sistema de captação de água da chuva para reuso em irrigação de jardim e nos vasos sanitários e aquecimento de água das unidades por um sistema integrado de aquecedor de passagem individual a gás e placas solares. As medições de água, gás e energia serão individuais, e os hidrômetros serão equipados para futura medição remota. 


Pátio Civitas in concert - 25 de junho de 2020
Você é nosso convidado para um encontro com formato inédito entre Chico e Moriel do Dazaranha e o Quinteto Camerata Florianópolis, para celebrar a conclusão das obras no Pátio Civitas. 

Marque na agenda: dia 25/06 (quinta-feira), às 20h, no canal youtube.com/cidadepedrabranca 

Comentários