A medida que permanecemos em quarentena (vivenciando o distanciamento social) buscamos nos ajustar ao novo normal de estar em casa. Com todo esse novo "tempo livre" parece realmente um momento apropriado para ocupar os dias com coisas que, em circunstâncias normais, você não teria tempo. Mas cuidado, todas as suas ideias e vontades podem tornar seu dia a dia mais cansativo e te esgotar em pouco tempo.
“Renda-se ao cuidado de aprender a se cuidar”
Pense que, é fácil separar sua vida profissional da vida doméstica quando elas acontecem em lugares diferentes. Mas encontrar e manter um equilíbrio entre esses dois mundos acontecendo no mesmo lugar pode ser difícil. Com o surto de COVID-19, muitos de nós estamos trabalhando em casa - o que significa que a linha entre trabalho e casa ficou mais tênue. Um equilíbrio saudável entre vida profissional e pessoal é importante para lidar com qualquer estresse ou ansiedade que você possa ter.

Seja honesto com você mesmo

É importante reconhecer os impactos que a situação atual está causando, para que possa enfrentar diretamente. Ao invés de tentar "ser forte" ou "ser normal", seja você mesmo e aceite que todos estão em um momento de luta, de formas diferentes. 
Quando você for honesto consigo mesmo sobre seus medos e ansiedade, você poderá estabelecer metas com base no que se pode fazer agora, não no que deveria poder fazer. Considere criar sua própria lista de como o estresse está te afetando e use para planejar como ajustará seus hábitos de trabalho em resposta às suas lutas específicas.
Por exemplo, se você está tendo problemas para escrever porque se distrai com as atualizações de notícias, pode agendar duas vezes por dia para ler as notícias e evitar sites de notícias fora desses horários dedicados.
Se você estiver tendo problemas para realizar várias tarefas ao mesmo tempo, pare e analise qual o nível de importância e urgência de cada uma para elencar qual fará primeiro. Você pode até escrever suas tarefas em post-its e colocá-las em seu espaço de trabalho, para se lembrar de que a produtividade é uma questão de estratégia, não de força de vontade.
“Produtividade é uma questão de estratégia, não força de vontade” 

Permita-se errar

Embora a exatidão seja crucial, a perfeição não pode ser uma expectativa. Erros acontecem e não devem ser algo em que você se apegue. Em vez disso, você deve pegar essas situações e transformá-las em lições. 

Esteja disposto a conversar

Não tenha medo de entrar em contato com alguém, quando estiver com dificuldades, precisando de um apoio ou apenas uma conversa. Tente se manter conectado com as pessoas da sua vida e, se preciso, crie novos hábitos para se comunicar. Lembre-se: a produtividade é um esforço colaborativo da sua comunidade! Sua família, amigos, vizinhos e colegas de trabalho. 

Seja amável consigo

É fácil ficar preso em tudo o que não podemos fazer no momento, mas essa culpa não nos torna mais produtivos. Em vez disso, aceite que está fazendo o melhor que pode em condições incomuns e estressantes e celebre as coisas que é capaz de fazer, mesmo que possam parecer pequenas realizações em circunstâncias comuns.

Aqui estão algumas maneiras pelas quais você pode ser gentil consigo mesmo: 

Ajuste suas expectativas (se adequando a situação atual) 

Defina metas gerenciáveis ​​para o seu trabalho e se permita um tempo extra durante a realização, para lidar com o estresse, a ansiedade ou as distrações. Desenvolva um detalhamento diário específico do trabalho, mas ajuste esse cronograma conforme necessário. Algo que normalmente levaria duas horas pode levar quatro ou mais, planeje isso! Simplesmente trabalhar mais não aumenta a sua produtividade. Identifique e aceite suas limitações atuais para que você possa fazer as coisas enquanto ainda se cuida.

Faça pausas

Realize pausas regulares no trabalho, para se refrescar e recarregar as energias. Lazer e relaxamento são cruciais para manter a produtividade. Durante períodos mais longos, programe exercícios curtos para se manter motivado e engajado. Planeje pequenas recompensas em torno de realizações específicas, para mostrar apreço pelo seu próprio trabalho. Dê a si mesmo uma cota de relaxamento todos os dias.

“Saia da casinha” (com moderação)

Tudo bem ter medo e tudo bem-estar lutando agora. Nenhum de nós deve entrar em pânico, mas todos devemos encontrar um tempo e um lugar para compartilhar parte de nosso estresse e medos com outra pessoa. Entre em contato com amigos e familiares quando precisar de algum conforto. Se você for “sair da casinha” em algum momento do dia, afaste-se do seu trabalho e permita-se tempo para processar esses sentimentos.
Então, como equilibramos a produtividade com o autocuidado? Bem, não há receita para o equilíbrio perfeito. Todos serão um pouco menos produtivos por um tempo - e tudo bem. O que importa é não deixar de cuidar de você e daqueles que estão a sua volta.
Quer saber mais sobre como organizar suas tarefas para definitivamente conseguir concluí-las? Nesse artigo sobre gestão de prioridades você pode ver mais sobre como definir importância e urgência no seu dia a dia!

Comentários