1 /3

Se a vista diz muito sobre um lugar, a da Pedra Branca é de tirar o fôlego.

Conhecer novos lugares, quebrar seus próprios limites, fazer novos amigos. Esses são alguns dos benefícios para quem faz trilhas. Independente do nível de dificuldade o visual será sempre de tirar o fôlego. 

A vista do topo da Pedra Branca é simplesmente deslumbrante! Em um dia sem muita nebulosidade é possível ver a Ilha de Santa Catarina de ponta a ponta, da Daniela a Naufragados, São José, Palhoça e Santo Amaro da Imperatriz.

A pedra é visível a quilômetros de distância, sendo considerada ponto de referência para aviadores e viajantes. A própria pedra, que de branca tem apenas o nome, representa o marco geográfico e histórico mais conhecido no ponto culminante dos limites entre Palhoça e São José, na Grande Florianópolis.

Localizada no Sertão do Maruim e Colônia Santana, em São José, o acesso também pode ser feito pelos bairros Caminho Novo e São Sebastião, em Palhoça. A Pedra para uns é josefense, para outros palhocense. 

A trilha é bem popular, há um número significativo de trilheiros e turistas que registram sua chegada ao topo da Pedra, compartilhando no Instagram, Facebook e outras plataformas. No entanto, apesar do reconhecimento, a Trilha da Pedra Branca é mantida e demarcada por visitantes frequentes. Nenhum órgão público faz qualquer tipo de manutenção ou segurança na área. Por isso, o mais indicado é sempre ir acompanhado(a) de alguém que conheça a trilha. 

Tivemos a oportunidade de participar da trilha com o guia da Meiembipe Turismo & Aventura, e assim trazer o melhor conteúdo, com informações importantes para os nossos leitores. 


A trilha

Começamos a trilha próximo ao viaduto do Contorno Viário (que ainda está em processo de finalização), em São José. No caminho já encontramos pessoas voltando e muitos grupos subindo a trilha, e ainda eram apenas oito horas da manhã.

O trajeto pode ser feito com calma e com algumas paradas para hidratação e alimentação. É necessário estar atento para evitar pisadas em falso, folhas escorregadias, barro molhado e subidas íngremes. O recomendado é utilizar um tênis ideal para trilhas, que seja antiderrapante.

A distância total percorrida é de 5km e a dificuldade é considerada de nível moderado. As subidas exigem um bom preparo físico e não é recomendada para pessoas sedentárias. A média de tempo para a trilha, com paradas, é de 4 a 5 horas (ida e volta). 

Com uma variada vegetação da Mata Atlântica e com dois pontos de água, o ambiente é bem bonito e acolhedor para quem sabe cuidar e respeitar. A trilha é formada por rochas calcárias e abraçada por vegetação de mata atlântica de encosta, orquídeas e bromélias, com predomínio de gramíneas no topo. Cientistas estimam que o morro da Pedra Branca tenha cerca de 120 milhões de anos.

Ao chegar no topo você não vê nada além de uma vista deslumbrante, que faz valer cada minuto de esforço que você faz para chegar até ela. Há algumas formações rochosas para você registrar belas fotos, com as cidades de fundo e cadeias de montanhas.

Recomendações de preparação 

  1. - Use roupas leves e confortáveis 
  2. - Calçado fechado e antiderrapante, de preferência próprio para trilhas e caminhadas. 
  3. - Na mochila, leve apenas o necessário para não pesar e evitar dores nas costas 
  4. - Protetor solar 
  5. - Chapéu ou boné 
  6. - Repelente (há muitos borrachudos) 
  7. - Lanche leve (frutas, barra de cereal, biscoitos) 
  8. - 1 litro de água (há dois pontos para repor no caminho)
  9. - Não é recomendado o uso de fones para não haver distração no caminho 

Recados importantes

  1. - Faça a trilha acompanhado(a) de alguém que conheça o caminho 
  2. - Avise a familiares e amigos aonde você vai e quando deve voltar
  3. - Leve um aparelho com bateria para ligações em caso de emergência
  4. - Respeite as plantas e animais no entorno da trilha 
  5. - Tenha cuidado ao caminhar por pedras escorregadias
  6. - Deixe apenas pegadas! Leve uma sacola para descartar o lixo produzido durante a trilha de forma correta






Mapa da trilha

Gostou das dicas? Aproveite para baixar o mapa gratuito da trilha da Pedra Branca e compartilhar com seus amigos!

Comentários