Já imaginou viver em uma cidade em que é possível ter acesso a serviços essenciais a uma distância que pode ser percorrida a pé ou de bicicleta? Isso já é realidade, projetar cidades para pessoas é uma forte tendência que já está sendo implementada em muitos países, inclusive no Brasil. 

A Cidade Criativa Pedra Branca é um exemplo de empreendimento desenvolvido para estimular convívio entre pessoas, vida ao ar livre, inovação e sustentabilidade. Pelo fato de adotar algumas das principais características de uma cidade voltada para as pessoas, o bairro-cidade referência em planejamento urbano sustentável, foi projetado e desenvolvido pensando nos mínimos detalhes para garantir o protagonismo das pessoas. 

A necessidade de adaptar as cidades para contemplar as necessidades das pessoas se torna cada vez mais urgente no contexto pós-pandemia. Isso porque, muitos dos problemas atuais das cidades estão diretamente relacionados à mobilidade, moradia, saneamento, segurança e saúde. Por conta disso, urbanistas, arquitetos e gestores redesenharam áreas urbanas mundo afora com intuito de minimizar esses problemas e tornar as cidades mais acessíveis, conectadas, seguras e sustentáveis.

Diferenciais de cidades projetadas para pessoas 

Listamos alguns dos diferenciais de cidades projetadas para pessoas. Continue a leitura para conferir: 

Redefinição da centralidade urbana 

Os processos de descentralização e recentralização resultam na redefinição da centralidade nas cidades, sob os preceitos do chamado novo urbanismo que adota conceitos e práticas inovadoras no planejamento e construção de comunidades sustentáveis. 

Dessa forma, serviços de saúde, educação, lazer, comércios e indústrias passam a integrar os bairros. O que permite morar, trabalhar, estudar e se divertir ao alcance de uma caminhada, transformando a qualidade de vida dos moradores, assim como o desenvolvimento econômico ao garantir empregos e renda à população. Confira os principais benefícios de morar em um bairro planejado.

Fachada ativa e aproveitamento funcional dos espaços 

Empreendimentos com fachada ativa estimulam o senso de comunidade e contribuem com ruas seguras e espaços públicos vibrantes. Isso porque, são construídos para permitir o aproveitamento funcional e inteligente dos espaços, gerando maior valor agregado e estimulando o convívio entre as pessoas.

Intermodalidade para estimular mobilidade ativa

Cidades que priorizam os pedestres proporcionam infraestrutura completa e acessível com intuito de facilitar a locomoção, permitindo deslocamentos a distâncias confortáveis para serem percorridas à pé ou por meio de modais ativos como a bicicleta. A intermodalidade é outro importante diferencial que torna as cidades mais eficientes, acessíveis e democráticas. Entenda como projetos urbanísticos podem transformar a relação das pessoas com as cidades

Empreendimentos de uso misto 

Edifícios com funções múltiplas que reúnem em um mesmo espaço moradias, escritórios e comércio são outra forte tendência ao projetar cidades para pessoas, pois contribuem para minimizar os problemas de mobilidade urbana. Não apenas pela arquitetura, como também pela multifuncionalidade. 

Afinal, é possível reduzir bastante o tempo de deslocamento e facilitar a rotina das pessoas ao  disponibilizar os serviços básicos próximos aos habitantes. Conheça o Pátio Civitas, novo empreendimento da Cidade Criativa Pedra Branca que adota o conceito de uso misto

Conheça o endereço que prioriza as pessoas na Grande Florianópolis. Venha viver na Cidade Criativa Pedra Branca.

Comentários